III Oficina de cultivo e processamento de macroalgas

No dia 10 de julho, às 19 horas, a Estação Ambiental Mangue Pequeno recebeu as comunidades Universitárias e Tradicionais do Ceará e Rio Grande do Norte para abertura da III Oficina de cultivo e processamento de macroalgas. A abertura contou com a participação do Professor Júlio César de Andrade Neto, da Escola Agrícola de Jundiaí – UFRN; Natália Amaral, representando o Instituto TERRAMAR, Denize Baracho, representando a Associação de Moradores de Pitangui – RN, José de Arimateia Silva, representando o prefeito municipal de Icapuí – Jerônimo Reis, Maria Aparecida de Alcântara, representando a Fundação Brasil Cidadão, e o Professor Darlio Teixeira da UFRN, coordenador do Evento.

O professor Júlio César falou da importância do evento para as comunidades que fazem o cultivo e beneficiamento de algas, com destaque para o empenho da UFRN em desenvolver estudos e pesquisas sobre macroalgas. Ao final o professor Darlio Teixeira apresentou a programação que aconteceu no Projeto “Mulheres De Corpo e Alga” na Barrinha, falando sobre os cosméticos e a troca de experiências entre as comunidades e também sobre esporulação, experiência pioneira no município de Icapuí, que está sendo desenvolvido com a coordenação da bióloga Rosineri Ferreira da Costa e apoio do Projeto “De Olho na Água”, da Fundação Brasil Cidadão, patrocinado pela Petrobras através do Programa Petrobras Ambiental.

O evento contou com a participação de 45 pessoas de diferentes comunidades, dentre elas: Fleixeira – Trairi/CE, Pintangui/RN, entre outras.

O encerramento da oficina também aconteceu na Estação Ambiental Mangue Pequeno, finalizando a troca de experiência entre as comunidades que avaliaram de forma positiva a oficina e os benefícios que a mesma trouxe para cada comunidade.

Leia também